Hierarquia vem de casa

militar exercito prestando continência - hierarquia

O homem da casa

Vou iniciar hoje fazendo uma pergunta básica a cada um que estiver lendo este texto: você lembra da expressão “homem da casa”? Muitas vezes atribuída ao nosso pai, contudo, na ausência dele o filho mais velho assume esta responsabilidade de cuidar da casa e dos irmãos mais novos. Situações assim aconteceram com você?

Outra questão: quem aqui tem um irmão mais velho ou de fato, é o irmão mais velho da casa? É comum que o esta figura jurássica (o irmão mais velho) também tenha o privilégio de aprender a dirigir mais cedo, sair com os amigos e chegar após as 22h00, também é o que consegue fazer a “carga” da chave da casa antes dos demais irmãos e é o que tem prioridade de comprar roupas e calçados também, pois, mais tarde estas vestes poderão servir para os que vêm logo depois dele.

O outro lado da hierarquia familiar

Ei, eu sou o irmão mais novo na minha família, mas fico pensando: êitha, deve ser massa ser o antigão e poder mandar nos outros irmãos e ter a possibilidade de fazer tudo antes dos novinhos! É, bom deve ser, mas já parou para pensar na responsabilidade? O antigão bota pra arrombar, mas se algo der errado a culpa também será dele. “Nada na vida é de graça”!

E na polícia?

Pausa para um novo conceito (nem tão novo assim): Hierarquia – organização fundada sob uma ordem de prioridades entre os elementos de um conjunto ou sobre relações de subordinação entre os membros de um grupo, com graus sucessivos de poderes, de situação e de responsabilidade; classificação… segundo uma escala de valor, de grandeza ou de importância (achei esse conceito aí no google, pai dos burros).

Olha só, eu tenho pouca “leithura”, mas me parece que estamos falando da mesma coisa. Se eu sou o pai ou a mãe (isso mesmo, mãe… os conceitos mudam rapaz) e sou considerado o “homem da casa” então eu que mando, a última palavra é a minha, certo? E se de posse deste “poder” eu organizei a minha família de modo que os meus filhos sigam também uma regra simples de respeitar sempre os mais velhos, então os mais velhos detêm uma fatia do meu “poder”, mesmo ainda devendo respeito a mim, então eu tenho na minha família uma “organização fundada em relações de subordinação e respeito”? Carai…!

Chegando no ponto

Esta simples reflexão me faz chegar à conclusão que um dos pilares das organizações militares não foi inventada pelos militares, tão pouco serve para punir e maltratar os seus milicianos. Da mesma forma que meus pais não queriam me punir quando falavam que eu deveria respeitar os mais velhos e inclusive a minha irmã antigona (ela não vai gostar desse apelido). Mas voltando, meus pais queriam me ensinar valores importantes para que eu me tornasse um homem honrado, eles não falavam o termo hierarquia, mas pelo jeito era isso que eles queriam.

No militarismo é da mesma forma; a hierarquia é apenas um valor que o bom policial deve ter, bem apurado, em sua conduta. Não é só para respeitar os de graduação maior, mas o mais velho; eu sou Tenente, mais chamo os Sargentos e Cabos antigões de Senhor e não foi a Academia que me ensinou isso, mas acho que vocês já sabem aonde foi… “até hoje lembro da sandália voadora da minha mãe”, mas deixa isso quieto!

Educação e hierarquia vêm de casa

Eu acredito que seria mais fácil para o militar se adaptar à vida na caserna se ele já viesse treinado de casa (estou falando da hierarquia, não do treinamento de tiro ou da máquina da verdade), mas o problema é que estes valores já se perderam no ceio das famílias e se o cara não respeita a mãe, o pai e nem o irmão mais velho, porque vai respeitar você, na rua, na hora de uma abordagem?

Então reflitam, o problema é da Polícia? Esta resposta vale 1 milhão e poderá mudar a sua vida (brincadeira); mas de fato, esta reposta não vai mudar a sua vida, contudo, agora ao invés de xingar a Instituição Policial, você irá xingar a mãe ou o pai do polícia mal educado (ixi, acho melhor não, pode ser pior.. kkk).

Enfim, a polícia, o direito, a medicina … não mudam ninguém, apenas lhes dão instrumentos para externarem suas histórias de vida!


Gostaram do texto? Então divulga essa bagaça aí e deixa seus comentários também! Curtam lá o nosso FACEBOOK-QSP e também a página no Instagram (@queroserpolicia).

Comments

  1. By Bruno

    Responder

    • By Jordão Vieira

      Responder

  2. By Lílian Coelho

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *