Capital humano e a sobra social

post sobre a polícia das antigas e do capital humano

O que sobrava era da polícia

Existia um antigo ditado que se o sujeito não servisse pra nada na vida poderia ser polícia. Assim, diziam que a polícia se constituiu em sobras sociais, migalhas e esmolas. Imóveis não condizentes eram nossas instalações e quartéis, carros não adaptados ao serviço eram as viaturas e os recursos humanos eram o que já citamos.

Sobre os recursos humanos, de fato, salários e condições não eram atraentes, contudo, se nós, policiais mais novos, recebemos a polícia como ela hoje está, devemos a homens e mulheres que a trouxeram até aqui e temos por obrigação não medir esforços para repassá-la melhor do que a herdamos. Não era o que não servia na sociedade. Era o que ela tinha de mais valor. O capital humano é o recurso mais precioso de uma instituição. Não se impressione pelos helicópteros, computadores e viaturas. Nenhum deles vale um “bom dia” de um soldado que está na esquina cuidando das pessoas e do patrimônio.

Evolução

Hoje, a mentalidade dos novos gestores das Polícias fizeram com que tivéssemos sensíveis melhoras no campo da segurança. Concursos públicos mais concorridos do que muitos vestibulares de Federal. Muitos policiais mestres e doutores nas mais diversas áreas do saber. Alguns Estados com satisfatória remuneração.

Mas ainda assim, na cabeça de alguns, a polícia é um serviço braçal, de segundo plano na Segurança Pública. O reflexo disso é a falta de investimento adequado na Instituição que é a primeira a fazer frente ao caos social. A falta de respeito adequado é vista no tratamento dado por algumas autoridades, ainda na base do “se vira”, e achando que pelo fato de sermos policiais podemos aceitar qualquer coisa, qualquer situação…

E em casa…

O cúmulo dessa falta de respeito por uma autoridade foi o dia que eu cheguei em casa, por volta das três horas da tarde, com fome, procurei o almoço e não estava lá conforme o combinado. Liguei para a autoridade máxima da casa e perguntei: Cadê o QCL? (se você não sabe o que isso significa procura no google). Ela me disse com voz pouco preocupada: “esqueci”. Continuei firme na negociação: “e agora”? Eis que ouço a resposta desdenhosa: “você aguenta amor, você é PM!”

É, ainda falta muito pra melhorar o tratamento…


Leiam, comentem e divulguem o nosso Blog. Curtam nossas páginas no FACEBOOK e também no Instagram.

 

Comments

  1. By Rodiney

    Responder

  2. By Giselle

    Responder

  3. By Renan

    Responder

  4. By Surubim

    Responder

  5. By Adnilson

    Responder

  6. By Sandro

    Responder

    • By Weslley

      Responder

  7. By Kariny

    Responder

  8. By Matheus Rosenthal

    Responder

  9. By Godinho

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *