ROTA: Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar

viatura da rota e policial armado

RONDAS OSTENSIVAS TOBIAS DE AGUIAR, mais conhecidas por ROTA, é uma modalidade de policiamento do 1º Batalhão de Policiamento de Choque – “Tobias de Aguiar” – e uma tropa reserva do Comando Geral da Polícia Militar do Estado de São Paulo. É a Tropa de Elite da PMSP, que visa atender a capacidade adequada de reação com o uso do policiamento motorizado.

Em 1851, o “Batalhão de Caçadores”, foi batizado com o nome de Tobias de Aguiar, ficando então “Batalhão de Caçadores Tobias de Aguiar”. Após diversas nomenclaturas, passou a ostentar seu nome atual em 15 de Outubro de 1970 – Batalhão Tobias de Aguiar.

Brasão ROTA

Em 1951, adota-se o famoso brasão. Veja abaixo uma descrição resumida dos seus quatro campos:

imagem com discrição do brasão da ROTA

Juramento ROTA

Incorporando-me às Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar, prometo honrar este braçal e esta boina, como símbolo de dignidade, moralidade e legalidade. Na defesa da sociedade paulista, nas tradições do batalhão Tobias de Aguiar e da Polícia Militar do Estado de São Paulo.

Boina negra

Anteriormente, uma tarjeta preta e vermelha, bordada com o nome ROTA, era usada do lado esquerdo do braço, e na boina negra os fuzis cruzados usados pela PM naquela época. Atualmente, a boina negra permanece em uso, porém os fuzis cruzados foram substituídos pelas insígnias de uso da PM indicando o posto do militar. A tarjeta atual possui o nome CHOQUE. Abaixo podemos ver as duas versões:

imagem contento a boina da rota, o antes e o depois

 

Braçal de ROTA

O braçal de ROTA é entregue ao policial em solenidade e mediante a um juramento, frente aos seus colegas, no qual o soldado promete honrar o braçal e a boina negra – “símbolo de dignidade, moralidade e legalidade na defesa da sociedade paulista”.

braçal da rota junto a boina da rota

 

Troca de Turno da ROTA

A troca de turno é uma tradição da Rota que atrai até público em frente ao Batalhão Tobias de Aguiar. As guarnições, ao entrarem no turno de serviço, realizam manobras no pátio e na saída do quartel, demonstrando muita habilidade e perícia na condução das viaturas. Recentemente, um acidente em uma dessas apresentações ganhou repercussão nacional e acarretou na suspensão da famosa troca de turno.

Comments

  1. By Rafael Alvares

    Responder

  2. By Julio Moura

    Responder

    • By Jordão Vieira

      Responder

  3. By Benedito Hudson

    Responder

  4. Responder

  5. By Fernando

    Responder

  6. By Edvaldo júnior

    Responder

  7. By Tiago

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *