Relato Militar: ser pai é um ato de coragem

relato militar de um fuzileiro naval que morre em missao, mas deixa o exemplo para o seu filho

Relato Militar que me inspirou

Esse relato militar retrata o ato de um Fuzileiro da Marinha dos Estados Unidos que, ao embarcar para uma missão, escreveu uma carta para o seu filho – ainda no ventre da sua esposa. Na missão, ele morre. Na carta, o Militar procura mostrar para o seu filho alguns ensinamentos que ele julga que sejam fundamentais para o homem viver em harmonia e paz, nos dias que seguem. Esta história está no filme Ato de Coragem.

Tirando conclusões desse Relato Militar

Uma das principais fontes de violência na contemporaneidade, principalmente no Brasil, é a desconstrução dos laços familiares. Não é mais perceptível a passagem de exemplos e boas condutas, de pai para filho. Os pais estão se eximindo da responsabilidade de criar, bem, seus descendentes. No contexto desse relato, este Militar mostra que, mesmo após a morte, ainda tem grande preocupação com a criação do filho, e certamente esta criança vai ter uma referência e um norte a seguir.

Carta do Militar para o seu filho

“Então, viva sua vida de maneira que o medo da morte nunca entre em seu coração. Não incomode ninguém por causa de sua religião; respeite os outros e suas visões, e exija que respeitem as suas. Ame sua vida, aperfeiçoe sua vida, embeleze todas as coisas em sua vida. Procure alongar a sua vida a serviço do seu povo. Prepare uma nobre canção de morte para o dia quando você passar por cima da grande divisa.

Sempre dê uma palavra ou sinal de saudação quando encontrar ou passar um amigo, até mesmo um estranho, quando em um lugar só. Mostre respeito a todas as pessoas e não rasteje para ninguém.

Quando você se levantar de manhã dê graças pelo alimento e para a alegria de viver. Se você não vê nenhuma razão para dar graças, a culpa é apenas em si mesmo. Não Abuse de ninguém e coisa alguma, o abuso transforma os sábios para os tolos e rouba o espírito de sua visão.

Quando chegar a sua hora de morrer, não seja como aqueles cujos corações são preenchidos com o medo da morte, de modo que quando chega a hora deles, eles choram e rezam por um pouco mais de tempo para viverem suas vidas outra vez, de uma forma diferente. Cante sua música de morte, e morra como um herói indo para casa”.

Poema de: Chief Tecumseh (Filme Ato de Coragem)

Comments

  1. By Titão

    Responder

    • By Jordão Vieira

      Responder

  2. By Bahia

    Responder

  3. By Wilson Junior

    Responder

  4. By Geovanni San

    Responder

Responder a Bahia Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *