Redação nota 9

Olá meus nobres leitores

Dessa vez, “é valendo”. Esta é a redação do ALOF Leonardo Lemos, do último CFO Bahia. A nota dele foi 9, excelente texto. Confiram e tirem suas conclusões!

Por Cadete PMBA Leonardo Lemos
Redação CFO 2014

     A Administração Pública passa por um momento de transição, acompanhando a nova ordem de completa socialização, comunicação imediata, acessibilidade e respeito às diferenças. Com as organizações militares, como parte deste modelo de administração, não deve ser diferente. Além de material bélico, seus integrantes devem estar munidos de senso crítico, ética e respeito, sem perder pilares sólidos de hierarquia e disciplina.

      Os braços armados do Estado não devem ser formados por componentes adestrados e acéfalos, alheios a causas da sociedade que os cerca. A discussão das relações entre poder e ética encontra referencial no escritor francês Michel Foucault, sobretudo na obra Microfísica do Poder, quando o autor expõe que nada mudará na sociedade se os mecanismos de poder que funcionam nos aparelhos do Estado, não forem modificados. A fonte revela-se tão atual quanto os problemas.

      O combate a criminalidade deve, também, buscar entender o surgimento do problema. Pelo que se percebe, a policia tem avançado significativamente neste aspecto. Muitas pesquisas realizadas, projetos desenvolvidos a fim de favorecer a formação do profissional de segurança pública pautada no respeito a vida humana, suas individualidades e particularidades. A redução nos índices de crimes deve ser tratada com condutas lícitas e posturas respeitosas.

     A sociedade é formada por uma série de códigos comportamentais para tornar o convívio mais harmônico. Normas que também regem as instituições policiais para evitar macular a imagem das corporações por condutas indevidas dos servidores. O Policial deve, sobretudo, reconhecer-se membro da máquina social e guiar-se pela ética. Muito há para evoluir, mas a bandeira da disciplina e da legalidade deve permanecer hasteada.

     Avaliando os argumentos, conclui-se que nenhuma instituição prospera quando impera a indisciplina, bem como a deontologia policial é constituída pelos valores e deveres éticos, traduzidos em normas de conduta, que se impõem para que o exercício da profissão atinja plenamente os ideais de realização do bem comum, mediante a preservação da ordem pública. Os princípios, fundamentos e sistema moral do policial levará em consideração seu respeito e comprometimento com os símbolos e os demais seres que compõem a sociedade.

Comments

  1. By Barcellos

    Responder

  2. By Fábio Ramon

    Responder

  3. By BRUNO OLIVEIRA

    Responder

  4. By Felipe Calasans

    Responder

  5. By Bruno Quesado

    Responder

Responder a Fábio Ramon Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *