Economia: uma missão para guerreiros

texto sobre economia na profissão policial

Economia e a profissão policial

Com salário de PM não dá pra ficar rico, mas em muitos Estados da federação, vive-se. Em alguns, sobrevive-se.

Contudo, afetados pelos vícios mais comuns que assombram a classe, chamado popularmente aqui nos nossos rincões de trindade maldita (jogos, álcool e mulher), muitos companheiros tem chegado ao fim da carreira da mesma forma que ingressaram: sem nada.

Quando casei, minha esposa ao comprar uma camisa de R$ 20,00 preferia anotar no crediário e pagar R$ 22,00 em 30 dias. Na cabeça dela, apenas R$ 2,00 a mais; na minha, 10% de juros. Hoje, depois das falecidas empresas do Eike Batista, nada dá 10% de lucro mensal (talvez a Petrobrás) (e também não se compra camisa de R$ 20,00 reais…)

Parece uma coisa pequena, mas que faz muita diferença. Tomar cuidado com juros de cartão de crédito e cheque especial; evitar gastos desnecessários e ficar espertado com as PAs (pensões alimentícias), são formas de manter uma vida financeira equilibrada.

No quesito gastos desnecessários, ressalto o momento de crise que vivemos. Não é a hora ideal para trocar de carro ou fazer dívidas altas. Alguns Estados estão atrasando pagamentos e isso pode piorar ao longo do ano. Logo, se você tem uma pequena reserva na poupança, mantenha por algum tempo. Você pode precisar dela para quitar contas que vencem no começo do mês nos casos de parcelamento de pagamento. Eu sei, você está pensando que não tem culpa caso o Estado atrase o seu “faz-me-rir”, mas o credor também não e para não ficar com o nome sujo na praça, melhor precaver-se.

Breve mais dicas…

Comments

  1. By Isabella

    Responder

    • By mineiro

      Responder

  2. By Isabella

    Responder

    • By mineiro

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *