Pensamentos de um Policial sobre o Carnaval de Salvador

O Carnaval de Salvador é uma festa gigantesca que agrega cerca de 2 milhões de foliões, por dia, na avenida. Pessoas de todos os cantos do Planeta se juntam nos 7 dias de festa. Por isso mesmo, para as Polícias baianas é um serviço extremamente complexo.

O esquema de segurança montado para este período é imenso, contando com cerca de 19 mil Policiais Militares e 330 Câmeras de segurança – entre estáticas e móveis. A responsabilidade da PMBA só aumentou, depois que foi eleita – junto com os outros órgãos de segurança da Bahia – como a Melhor da Copa do Mundo, em 2014.

Diante disso, posso dizer que não é tarefa fácil policiar e patrulhar pelas avenidas de Salvador durante o Carnaval. Muitos acham que em nossas cabeças só existe a vontade de “quebrar” os brigões, mas bom seria que pudéssemos trabalhar sem ter que nos envolver em nenhuma confusão, pois, quando entramos na “guerra” nós também, na maioria das vezes, nos machucamos e corremos risco de vida.

… é realmente difícil sair para trabalhar sem ter a certeza que chegaremos em casa da mesma forma que saímos… ou se chegaremos…

Bom seria que apenas estivéssemos ali para inibir as confusões e crimes, para ajudar os turistas que chegam e “curtir a festa”, mesmo que trabalhando. Bom seria… mas não é assim. A realidade é que uma minoria dos foliões está ali para criar problemas e praticar crimes, colocando em risco os populares de boa fé. Por outro lado, a Polícia está presente para frear estas condutas, seja com a ação de presença ou pela força.

Diante de tudo que estamos vendo acontecer, é realmente difícil sair para trabalhar sem ter a certeza que chegaremos em casa da mesma forma que saímos… ou se chegaremos. Mas essa é a missão que escolhemos cumprir, então a faremos da melhor forma possível.

Comments

  1. By Lucas Andrade

    Responder

  2. By tiago

    Responder

  3. By tiago

    Responder

    • By Jordão Vieira

      Responder

      • By Bruno

        Responder

        • By Jordão Vieira

          Responder

  4. By tiago

    Responder

    • By Jordão Vieira

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *