Parente esquerdista, esposa decidida

post sobre parente esquerdista e esposa decidida

Não, não tenho nada contra.

O mundo está meio chato. Certo dia, meu professor estava contando que fez a seguinte piada: “Vou liberar vocês (alunos) mais cedo, mas liguem pra casa pra avisar que estão chegando para não ter surpresas…”. Lógico, uma piada mais velha do que andar pra frente e que conota a possibilidade de uma pessoa encontrar seu cônjuge com um terceiro(a), ou ainda, vestígios, do tipo; chinelas havaianas tamanho 44 molhadas, resto de champagne e bombons na geladeira e segue relação…

Eis que para a surpresa do inocente e futuro pouco promissor na comédia do nosso professor, um aluno se levanta, sério, cara fechada, e o questiona se ele estava chamando-o de corno?

Apaziguados os ânimos, voltemos. Pra mim tanto faz então se você for esquerda, direita. É direito seu. Eu posso apenas respeitar e discordar. Mas não se irrite. Não estamos com este texto te chamando de nada…é apenas para reflexão.

A Esposa companheira

Certo dia uma parente da minha esposa veio a nossa casa. Aproveitando-se da minha ausência tentou mudar o voto da minha esposa. Disse que era um absurdo ela votar no candidato A, porque ele era fascista, comunista, direitista, dentista, guitarrista, etc.

Minha esposa usou o melhor argumento possível: é, mas eu vou votar nele. Não satisfeita, disse que era um absurdo a aposentadoria dos policiais, as regalias que nós temos e que o voto neste candidato manteria isso. Minha esposa continuou com a excelência dos seus argumentos: quer que eu vote contra meu marido? Eu vou votar nele.

Eu queria muito estar presente, embora, haja muita dificuldade em conversar com posicionamentos divergentes, pois as pessoas acham que você ter uma opinião contrária é como se estivéssemos atacando-a, como se fosse algo pessoal. Mas perdi tal oportunidade.

Quem não tava, perdeu

Perdi a oportunidade de falar que se o policial entra com 30 anos na polícia – idade máxima de ingresso – com 60 anos ele ainda estará trabalhando. Quer ver uma pessoa com 60 anos correndo nesses relevos acidentados de nosso país atrás de jovens infratores, Ok! Quer tirar ainda mais direitos dos militares, que já não tem direito a greve, sindicalização, adicional noturno, insalubridade, periculosidade, etc, Ok!

– Quer que os policiais não tenham nenhum direito trabalhista, mas querem que eles entrem na reforma da previdência para ganhar o teto do INSS, Ok! Quer continuar colocando o problema da segurança pública na Polícia, sendo que o Brasil tem mais de 700 mil presos e eu acho, talvez, quem sabe, pode ser, eles não devem ter ido pra lá sozinhos…Ok! Quer continuar dizendo que o Brasil tem 80% de reincidência criminal e a culpa é da Polícia, Ok!

– Quer achar injusto o sujeito que se aposenta com 50 / 55 anos, sendo que ele começou a contribuir desde os 15,16, entrou na polícia com 18 anos, e quer que ele aposente na mesma idade de uma pessoa que ficou estudando e ingressou no mercado de trabalho com 30 anos ou mais, Ok!

– Quer ignorar o fato que policiais correm mais riscos de ter doenças de coração, tem três vezes mais chances de serem assassinados do que um outro cidadão. Ok!

– Quer ignorar, ainda, que o auxílio reclusão é maior que o salário de um trabalhador? Ok!

A decisão

Enfim, poderia escrever um “textão” sobre a questão policial / segurança, mas é melhor fazer como minha esposa; vou votar nele mesmo.

Tenho a esperança que alguém olhe para a Segurança Pública e impeça a banalização do mal, a pandemia de homicídios do Brasil, a desvalorização da autoridade, o desrespeito as leis e os valores da família. Não estou olhando para o próprio umbigo, como pensam alguns, estou olhando para o futuro dos meus filhos!


Leiam, comentem e compartilhem nossos posts. Acessem também nossas páginas no FACEBOOK e também no Instagram (@queroserpolicia).

Comments

  1. By Surubim

    Responder

    • By Weslley

      Responder

  2. By Guilherme Gonçalves

    Responder

    • By Weslley

      Responder

  3. By Lucas

    Responder

  4. By Wisllas

    Responder

  5. Responder

  6. By Aparecida Maceió

    Responder

    • By Weslley

      Responder

  7. By Marcos

    Responder

    • By Weslley

      Responder

  8. Responder

  9. By Tatiany

    Responder

  10. By Gerson Rocha de Souza

    Responder

  11. By Rodiney

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *