Do ódio ao amor: vida de polícia    

texto sobre a vida de polícia e o proerd

Texto produzido por Isabela – Ubá

Primeira impressão

Nunca fui fã de polícia. Sim, coloquei-me em perigo falando disso nesse blog. Mas eu tenho um argumento. Talvez minha antipatia seja pela infância conflituosa morando em um morro que sempre me mostrava mães, esposas e filhas desesperadas quando os “homi” levavam o homem bom da casa.

 Depois de algumas confusões, quase um tiro pra buscar um hot dog, o “dono” da rua morrer na frente dos filhos, me mudei e, mais do que isso, cresci. Não muito, mas o suficiente pra entender algumas coisas.

A vida e suas surpresas

Por ironia do acaso, se é que isso existe, passei a conviver com uma pessoa que, diariamente, me mostra como o serviço da polícia é valioso. E eu, portanto, me pergunto, diariamente, o que há de tão especial na vida e no trabalho das PM’s.

Como a pessoa citada é a que eu pretendo me casar, resolvi ficar mais atenta aos pequenos detalhes dessa profissão que, honestamente, passou a me encher os olhos.

Dias desses estava eu em um local que costumo frequentar e encontrei lá meu professor de Proerd. Sim, aquele bendito programa educativo e policial que vicia crianças e adolescentes a fantástica dancinha do mascote leonino (aqui eu abro um parêntese para enaltecer ao brilhante compositor da canção que, felizmente, fez com que a melodia grudasse na cabeça).

Novos conceitos

Ficamos uns 10 minutos relembrando as n histórias que o programa nos mostrava dos Pedros, Josés e Joãos que tiveram suas vidas mudadas pelo tráfico. De lá pra cá meu olhar começou a ficar mais admirado pela polícia. Pensa. Uma instituição que é capaz não só de tentar (Sim. Tentar. O Estado não vem colaborando) priorizar a segurança, age concomitantemente às escolas a fim de promoverem, mesmo que não seja suficiente, uma prevenção de crianças e adolescentes ao mundo do crime.

Seria muito mais fácil só prender o errado, só expor o criminoso e deixar mais mães e esposas desesperadas pelo destino do filho. Mas não. Polícia é diferente (não todos, muitos só querem prender e colher dos benefícios de ter passado em um concurso concorrido). Polícia ainda acredita no poder da prevenção, de mudar aquilo que Jean Jacques Rousseau afirmou em “o homem é bom, a sociedade que o corrompe” e de incentivar que a vida é melhor sem crime.

Dois lados da mesma moeda da vida

Daí vem minha admiração, meu respeito e meu desejo que isso só cresça. Precisamos dos fardados, da sua inteligência e de seu poder de largar todo conforto do centro pra ir até a periferia lutar por um bem maior.

Com isso eu concluo duas coisas: agora eu entendo porque meu celular as vezes recebe vários vídeos policiais semanalmente (dessa mesma pessoa do início do texto) e porque ter vivido no morro foi o suficiente pra eu entender os dois lados da moeda!


GOSTOU DO POST? LEIAM, COMENTEM E COMPARTILHEM NOSSO BLOG. CURTAM TAMBÉM AS NOSSAS PÁGINAS NO FACEBOOK E NO INSTAGRAM.

Comments

  1. By Karlos Nascimento

    Responder

    • By Isabella

      Responder

  2. By Rodiney

    Responder

    • By Isabella

      Responder

  3. By Rodiney

    Responder

  4. By Surubim

    Responder

    • By Isabella

      Responder

  5. By Sandro

    Responder

    • By Isabella

      Responder

  6. By Kassio Kendyon Amaral

    Responder

    • By Isabella

      Responder

  7. By Lucas

    Responder

    • By Isabella

      Responder

  8. Responder

    • By Isabella

      Responder

  9. By Márcio Goulart Martins

    Responder

    • By Isabella

      Responder

  10. By Maria Theresa

    Responder

    • By Isabella

      Responder

  11. By Carol

    Responder

    • By Isabella

      Responder

  12. Responder

    • By Isabella

      Responder

  13. By sterphison duarte

    Responder

    • By Isabella

      Responder

  14. By Carlos

    Responder

    • By Isabella

      Responder

  15. By Sandrina Coêlho

    Responder

    • By Isabella

      Responder

  16. By Vanessa Morito

    Responder

    • By Isabella

      Responder

  17. By Wisllas

    Responder

  18. By Wisllas

    Responder

    • By Weslley

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *