A importância da parceria

 post sobre a importância de um colega policial

O Colega de hoje e sempre

Sabe-se que não adianta sermos os melhores profissionais do mundo se não tivermos ao nosso lado pessoas que nos ajudem, tanto na vida pessoal quanto na profissional. É importante frisar que o trabalho em parceria não é apenas ter um colega do lado, mas um amigo, irmão, confidente, psicólogo, pai, principalmente em se tratando da atividade policial.

Em todos os serviços entregamos um ao outro o dever da proteção do nosso bem maior, as nossas vidas. Depositamos no outro a esperança de voltarmos para casa, retornando às nossas famílias com a mesma integridade física que saímos de nossos lares. Na maioria das vezes, temos mais contato com nossos colegas de trabalho do que alguns “parentes”, e isso faz com que a relação afetiva cresça a cada dia, tornando-se, em regra, uma extensão do núcleo familiar.

Quantas vezes o sentimento empático fala mais alto ao sabermos de uma notícia ruim com os nossos colegas? A primeira coisa que nos vem à cabeça é: Poderia ser comigo; poderia ser com a minha mãe, ou pai, ou esposa, ou filho (a). A partir daí é que começamos a nos conscientizar da importância de valorizar quem está do nosso lado nos apoiando, protegendo, cuidando. Citei a atividade policial como referência no início do texto porque trata-se de uma atividade que o indivíduo não consegue executá-la com eficiência estando sozinho, ou seja, sempre vai precisar de uma outra pessoa para ajudá-lo a desempenhar bem a sua função.

Uma experiência…

Certa feita, estava trabalhando com o Coordenador de Área fazendo abordagens de rotina nas localidades em que demandam uma maior atenção, quando resolvemos voltar ao Quartel para bebermos água. Chegando lá, fomos surpreendidos com a notícia que um colega tinha acabado de convulsionar. Ficamos em estado de choque, malmente conseguimos raciocinar até porque tivemos contato com Ele horas antes. Procuramos saber onde o mesmo se encontrava e deslocamos com toda rapidez possível. Chegando no local mencionado, observei toda a cena de forma bem rápida e fiquei impressionado com a preocupação e a vontade de todos em ajudar o colega. Tudo foi deixado para trás, comida, ocorrência, necessidade fisiológica… tudo que nos importava naquele momento era a vida e o bem estar do nosso irmão de farda. Tenho certeza que um mal maior não aconteceu em virtude da proatividade de todos em se mobilizarem para ajudá-lo naquele momento difícil!

Dessa forma, aproveite e valorize aquele que está ao seu lado, observe bem suas qualidades, faça sempre o bem sem cobrança de um retorno. Muitas vezes, as melhores pessoas estão no nosso dia a dia, cuidando de nós, somando, multiplicando e compartilhando os erros e aprendizados da vida que nos tornam melhores e mais fortes!


Gostaram do texto? Então divulga essa bagaça aí e deixa seus comentários também! Curtam lá o nosso FACEBOOK-QSP e também a página no Instagram (@queroserpolicia).

Comments

  1. By Titão

    Responder

    • By Jordão Vieira

      Responder

  2. By Lucas

    Responder

    • By Karlos Nascimento

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *