Bope Bahia: a missão do caveira

Bope Bahia, foto dos caveiras

Criação e missão do BOPE Bahia

Em 09 de dezembro de 2014, foi criado o Batalhão de Operações Policiais Especiais (BOPE Bahia) através da lei nº 13.201. Unidade da PMBA que possui efetivo capacitado e equipado para fazer frente a ocorrências de altíssimo risco, como último recurso do Estado, objetivando salvar vidas e cumprir a lei. Sempre prontos, os “CAVEIRAS” atuam em ocorrências complexas, especialmente aquelas envolvendo reféns, artefatos explosivos, antiterrorismo, cumprimento de mandados de prisão de marginais de alta periculosidade, identificação e tomada de pontos críticos, segurança de autoridades em grandes eventos, dentre outras ocorrências não convencionais, em todo o território baiano, que exijam técnicas, equipamentos e armamentos específicos. Outra coisa, que poucos sabem, é que os Caveiras poderão atuar em qualquer parte do território nacional, mediante convênio.

Atividade de Operações Especiais

No conceito da atividade de Operações Especiais, é pacífico o entendimento de que é desenvolvida por efetivo de número reduzido, mas possuidor de uma superioridade relativa dado aos equipamentos empregados, qualificação, treinamento e perfil profissiográfico do operador, contudo, também é consenso, que tal atividade é dependente de um suporte administrativo e logístico de grande monta, e assim é na maioria das instituições que adotam a implementação deste seguimento.

Companhias do BOPE Bahia

O BOPE, é constituído de 6  companhias, sendo 4 Companhias de Operações Especias, que tem a função de operações de alto risco em áreas conflagradas na zona urbana, bem como combate a criminalidade na zona rural. A 5ª Companhia, é a companhia Anti terror e tiro de precisão (Sniper), que atuam em ocorrências com crise, para resgate de reféns e adentramento em locais, confinados em que exija, técnica e precisão sem espaço para erros.

Companhia Antibombas do BOPE Bahia

Esta CIA é formada por técnicos explosivístas (especialistas em explosivos) capacitados nacional e internacionalmente, equipados com modernas tecnologias, preparados para atuar em ocorrências com bombas e explosivos, seja para identificar, remover e/ou desativar bombas e objetos suspeitos, bem como destruir explosivos e realizar varreduras antibombas. Atua também, de forma preventiva executando ações indiretas, realizando instruções, palestras e orientações técnicas para o público interno e externo.

Brasão BOPE Bahia

distintivo do Bope Bahia

O distintivo do “BATALHÃO DE OPERAÇÕES POLICIAIS ESPECIAIS” é composto em primeiro plano, o par de ramos de carvalho, simbolizam os louros da vitória no cumprimento das missões, que é um objetivo indissociável das ações dos grupos de operações especiais. No segundo plano, o par de pistolas clássicas cruzadas (bucaneros), simboliza a atividade fim de policiamento ostensivo fardado desenvolvido pelas Polícias Militares. Por último, já no terceiro plano, o crânio humano (caveira) simboliza a razão e o conhecimento que deve possuir o policial militar de operações especiais, a faca cravada na caveira representa a unidade de comando que deve existir nas missões de operações especiais, o sigilo que deve nortear essas ações e a vitória que deve ser buscada sobre a morte.

A origem dessa crença (faca na caveira) é incerta, porém comenta-se que durante a Segunda Guerra Mundial um grupo de comandos das forças aliadas teria ido a um campo de concentração nazista para libertar prisioneiros. Ao entrarem na sala de um dos oficiais alemães verificaram que havia “troféus” macabros, como crânios e ossos humanos. Foi quando um soldado, num gesto de indignação, tirou uma adaga de seu uniforme e cravou em cima de um dos crânios, bradando a todos que a vida, naquele momento, venceu a morte. Dessa forma, a faca na caveira significa a “vitória sobre a morte”.

O que difere um Caveira dos outros policiais?

A eficiência dos Policiais de Operações Especiais não se sustenta apenas na apurada técnica ou na qualidade dos equipamentos, mas acima de tudo nos princípios e valores centrais que orientam as ações coletivas desta Unidade. São estes valores praticados que constroem sua identidade e são transferidos aos policiais a cada novo curso, forjando suas atitudes e ações sem que haja necessidade de comando direto, seja qual for o desafio da missão.

O BOPE Bahia está no Facebook: Fan Page BOPE

Comments

  1. By Barcellos

    Responder

    • By Jordão Vieira

      Responder

  2. By uanderson

    Responder

    • By Jordão Vieira

      Responder

  3. By Henrique

    Responder

    • By Jordão Vieira

      Responder

  4. By Vivaldo

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *