Entrevista com o Ten Danillo Ferreira (criador do Blog Abordagem Policial)

Confira a entrevista com o criador do Abordagem Policial
Entrevistado: Danillo Ferreira (criador do Blog Abordagem Policial)
Formação: CFO PMBA 2009/Filosofia UEFS, em andamento.
Atuação profissional: 1º BPM/Feira de Santana

Entrevista com o criador do Abordagem Policial

1.     Blog QSP:O Sr. tem quanto tempo de corporação?

Ten. PM Danilo: 7 anos
2.     Blog QSP:Qual foi a sua motivação para entrar na Polícia?
Ten. PM Danilo: À época, em 2006, fazia vestibular para a área de Direito. Fiz o concurso para o CFO PMBA por acaso – só porque soube que na Academia se estudava Direito. À época, a desinformação era bem grande. Por “acaso”, passei e segui carreira.
3.     Blog QSP:Quando o Sr. criou o Blog Abordagem Policial imaginava que este iria se transformar em um dos principais espaços de debate sobre Segurança Pública do Brasil?
Ten. PM Danilo: De modo algum. Embora conhecesse o potencial dos blogs, pois era blogueiro antes de ser policial, nunca imaginei, nem os colegas que fundaram comigo o Abordagem, que o espaço cresceria tanto.
4.     Blog QSP: Como o Sr. concilia a administração dos seus Blog’s e o serviço regular como Oficial da Polícia Militar?
Ten. PM Danilo: Desde a Academia reduzia o espaço de ócio para “me divertir” fazendo o Abordagem Policial. O blog me dá instrumentos para qualificar minha atuação profissional, e a profissão me dá instrumentos para qualificar o blog. Diria que hoje fazem parte de um mesmo contexto.
5.     Blog QSP:Existe algo a mais que o Sr. almeje com o seu trabalho no Blog ou até mesmo outros projetos envolvendo a internet? O quê?
Ten. PM Danilo: o Abordagem Policial tem me dado a oportunidade de conhecer policiais, pesquisadores, ativistas e outros operadores da área em todo o Brasil, e até do exterior. Para mim isso já é uma grande conquista, que pretendo ampliar cada vez mais. Através do blog posso me posicionar publicamente sobre questões-chave relacionadas à segurança pública, e interagir com pessoas que pensam semelhantemente. Sobre o futuro, tenho uma meta definida claramente: fazer com que cada vez mais policiais brasileiros possam se posicionar publicamente, mesmo quando a voz é distinta do senso comum admitido pelos governos ou pelas chefias. Quero contribuir com a conquistada Liberdade de Expressão entre os policiais brasileiros.
6.     Blog QSP: Recentemente, o Abordagem Policial mudou totalmente de roupagem, inclusive com um novo layout. Quais foram os objetivos destas mudanças no Blog?
Ten. PM Danilo: O logo do blog fazia referência ao policiamento tático-operacional. Mesmo que essa seja uma forma importante de policiamento, creio que este conceito limitava a perspectiva do blog. Agora o blog se ajustou visualmente à sua prática natural: o diálogo. Ele foi criado com esse intuito, desenvolveu esse conceito e agora adaptou sua imagem à sua vocação.
7.     Blog QSP:Existe no Brasil atual uma grande discussão em torno do modelo de segurança pública ideal, inclusive discutindo-se a possibilidade da desmilitarização da polícia militar. Como o Sr. enxerga o futuro das Polícias no Brasil e a sua atuação junto à sociedade?
Ten. PM Danilo: Estes são temas amplos, que exigiriam muito detalhamento, dada a complexidade. Mas, “grosso modo” sou a favor de polícias de ciclo completo e contra a unificação das atuais polícias civis e militares. Defendo a desvinculação da PM às Forças Armadas – concedendo aos policiais direito de greve (com a natural limitação legal de efetivo mínimo) e liberdade de expressão. Defendo a permanência da estética militar (fardamento, deferência aos símbolos e ritualística solene própria) – ou adaptação da que existe atualmente. Por fim, acho que as polícias devem fazer um amplo pacto com uma cultura de humanitarismo e de práticas cidadãs, comunitárias e democráticas. O policial “tradicional”, o “não-BOPE”, deve ser positivado, elevado à categoria central de policial, pois lida com a maioria dos eventos de segurança, embora ainda devamos nos preocupar com o policiamento repressivo qualificado – mas na proporção adequada à realidade. Mais de 95% das ações policiais são de pequeno risco, preventiva, sem uso da força.
8.     Blog QSP: O ano de 2013 foi marcado por grandes protestos populares pelo Brasil no período da Copa das Confederações, colocando em cheque a atuação da Polícia naquele momento. Como o Sr. analisa a atuação da Polícia Militar brasileira nestes protestos?
Ten. PM Danilo: De maneira geral, fomos pegos de surpresa – tal qual todo o Brasil. Se nos eventos ordinários, previsíveis, as polícias brasileiras ainda deixam muito a desejar, em um evento imprevisível como os Protestos muita coisa ainda está por ser ajustada. Primeiro: não havia liderança. Como agir, se faz parte da Doutrina tradicional de Controle de Distúrbios Civis e Gerenciamento de Crises a negociação com a liderança?  Talvez, coubesse entender que não se tratava de “tumulto” nem “distúrbio”, mas de legítima manifestação democrática – sem líder, bandeira ou objetivo claro. É claro que excessos existiram, e continuarão existindo. Esse é o momento da atuação dos serviços de Inteligência e da contenção qualificada dos abusos contra o patrimônio ou contra as pessoas. Nós, policiais, precisamos entender que na rua não há inimigos, mas cidadãos reivindicando. Profissionalmente, cabe prevenir ou reprimir a violência. É difícil? Sim, mas é essa a nossa missão.
9.     Blog QSP:O Sr. é feliz sendo Tenente da PMBA? Por quê?
Ten. PM Danilo: Sim. Pelos aprendizados, pelos desafios e pelas oportunidades. Há muito o que fazer pela PMBA: isso me estimula. É satisfatório fazer parte de processos de mudança da sociedade.
10. Blog QSP:Por fim, que conselho o Sr. daria para aqueles que estão querendo ingressar na Polícia Militar em algum lugar do Brasil?
Ten. PM Danilo: Entenda os conceitos de cidadania, democracia e Direitos Humanos antes de ser policial. Quem ignorar um desses três itens e desejar ser policial está fazendo a coisa errada.

 

Comments

  1. Responder

    • Responder

  2. Responder

    • Responder

  3. By Unknown

    Responder

    • Responder

  4. By Anonymous

    Responder

    • Responder

  5. Responder

    • Responder

  6. Responder

    • Responder

  7. Responder

    • Responder

    • Responder

    • Responder

  8. By Virgilio

    Responder

    • By Jordão Vieira

      Responder

  9. Responder

  10. Responder

Responder a Anonymous Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *