Entrevista com o Cap BM Luciano Alves

Nome Luciano Alves
Formação: Curso de Formação de Oficiais – APMBA e
Especialização em Segurança Contra Incêndio e Explosões – Unifacs;
Atuação profissional 15º GBM Paulo Afonso
  1. Há quanto tempo o Senhor faz parte do Corpo de Bombeiros da Bahia?(Blog Quero ser Polícia).

CAP BM LUCIANO: 9 anos.

  1. O que o levou a ser um bombeiro? (Blog Quero ser Polícia).

CAP BM LUCIANO: O desafio de uma experiência profissional diferente. Além de conhecer no dia a dia o que é   ser uma figura que permeia o imaginário coletivo, aquele que não teme nada e sempre está pronto para salvar qualquer um que precise.

  1. Já se fez público o fato do Corpo de Bombeiros não mais fazer parte da Polícia Militar. Como o Senhor avalia esta conquista? (Blog Quero ser Polícia).

CAP BM LUCIANO: Esta conquista é um grande avanço para a sociedade Baiana, para os integrantes do Corpo de Bombeiros Militar da Bahia – CBMBA e para a própria instituição. A sociedade será beneficiada, pois terá um serviço de melhor qualidade, pagamos impostos altíssimos e não podemos admitir que os serviços públicos sejam de baixa qualidade. Apesar da emancipação ainda não ter acontecido na sua totalidade, os integrantes do Corpo de Bombeiros já percebem em sua carreira os benefícios da desvinculação, as praças possuíam um atraso absurdo nas suas carreiras. A Lei de Organização Básica do CBMBA modificou esta realidade e hoje as praças já possuem suas carreiras mais rápidas, em muitas graduações, do que PMBA. O CBMBA era planejado e executado em diversas esferas por Policiais Militares, se pensarmos as instituições públicas como uma empresa que necessita conhecimento específico, não temos como imaginar esta administrada e conduzida por profissionais que não sejam do seu próprio quadro. Então o futuro Comandante Geral do CBMBA dará uma nova face a esta instituição importantíssima para o cidadão.

  1. Houve dificuldades nesse processo? Quais? (Blog Quero ser Polícia).

CAP BM LUCIANO: Sim, muitas.  As relações de poder estabelecidas durante décadas tinham que ser desfeitas e uma nova instituição criada. Os coronéis da PMBA não desejavam esta emancipação, os governantes não percebiam a importância deste ato e integrantes do Corpo de Bombeiros não queriam perder “status” de policial militar. Fora a briga política, muitos acreditavam que estávamos encabeçando esta luta para possuirmos dividendos políticos e mesmo se tivéssemos não podemos acreditar que a sociedade deveria ficar prejudicada por uma mentalidade do “Rei Sol”, nada é bom se não emanar de mim, ou seja, sou o único representante legítimo da PMBA. Graças a Deus esta etapa passou, foi muito difícil. É história para um livro.

  1. Sabe-se que houve oportunidade de migração de profissionais entre os quadros PM e BM no processo de separação, porém ela ainda não ocorreu. O que falta pra isso acontecer de fato? (Blog Quero ser Polícia).

CAP BM LUCIANO: Depende apenas dos Comandantes Gerais, que tem o prazo de um ano pra apresentar o efetivo. Todas as etapas da migração já foram cumpridas.

  1. Agora independente, o que o Senhor definiria hoje como principal desafio a ser enfrentado pela instituição do Corpo de Bombeiros? (Blog Quero ser Polícia).

CAP BM LUCIANO: Os desafios são muitos e diversificados, porém o mais difícil de todos é a mudança cultural Baiana. Segurança Pública é uma atividade reativa, tanto no âmbito público quanto no privado, no Estado da Bahia, e o Corpo de Bombeiros também segue esta tônica. Apesar de a prevenção custar muito menos que a reconstrução, esperamos que sinistros aconteçam para que tomemos medidas para repará-los e em alguns casos evitar sua repetição. Todos imaginam que a principal atividade do CBMBA é o combate incêndio e o salvamento de vítimas, sendo estas atribuições secundárias no rol de prioridades. A principal atribuição legal do CBMBA é a Prevenção de Incêndio e Pânico, expressa na Lei de segurança Contra Incêndio e Pânico. Esta lei determina diversas medidas que trabalham conjuntamente evitando a ocorrência de Incêndios e que caso ocorra, facilite o seu controle. Os incêndios, na sua maioria, poderiam ter sidos evitados, para que isto aconteça, necessitamos que o poder público, a iniciativa privada e a sociedade entendam a importância da prevenção, a mudança cultural que falei é exatamente esta, colocarmos no cotidiano baiano a preocupação com a Segurança Contra Incêndio, fecharmos a janela antes que o ladrão entre.  Este tema é amplo, e acredito que é um ótimo ponto de uma nova entrevista. kkkkkkk

  1. O Senhor é feliz sendo um Bombeiro Militar? Por quê? (Blog Quero ser Polícia).

CAP BM LUCIANO: Sim, não me vejo executando outra atividade. Fui policial militar por alguns anos e amei a atividade, apesar de ser ingrata e de difícil execução na nossa sociedade. No cotidiano da vida de bombeiro aprendi uma satisfação enorme em poder ser uma possibilidade de ajuda ao próximo, além de poder unir satisfação pessoal com o desempenho profissional. Sempre gostei de esportes radicais e atividades aquáticas, mesmo antes ser bombeiro, e todas as atividades do Corpo de bombeiros, possuem uma carga de adrenalina alta, mesmo que a segurança seja nossa palavra chave.

  1. O que o Senhor poderia deixar como conselho para aqueles que sonham em incorporar as fileiras do Corpo de Bombeiros da Bahia? (Blog Quero ser Polícia).

CAP BM LUCIANO: Primeiro devem saber se possuem vocação, infelizmente pessoas seguem diversas carreiras públicas preocupadas somente com o salário. No caso da atividade de Bombeiro isto pode ser um sério problema, imaginemos alguém com Acrofobia sendo convocada para salvar uma vítima em um edifício de vinte andares. Depois de um teste vocacional, devem iniciar uma preparação física e intelectual. Os concursos dos Corpos de Bombeiros são muito concorridos e possuem um Teste de Aptidão Física mais rígido do que a Polícia Militar.

Comments

  1. By Leonardo

    Responder

    • By Jordão Vieira

      Responder

      • By Leonardo

        Responder

        • By Jordão Vieira

          Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *