Delegacia e suas histórias

post sobre histórias de delegacia

Coisas de delegacia

Olá meus nobres

Gostaria de compartilhar com todos vocês um dia do serviço policial onde pude tirar várias lições para a minha vida, além de me fazer retornar a condição de ser humano, coisa que é perdida por alguns em nossa profissão.

Tudo começou quando efetuamos a prisão de um jovem por posse de droga; quando chegamos na delegacia para apresentar o usuário nos deparamos com um casal de idosos que tinham acabado de serem assaltados. Eles aparentavam ser de família muito humilde e vieram visitar uns parentes na cidade de Juazeiro; ambos eram de uma cidade a cerca de 200 km de onde estavam naquele momento.

O Senhor, muito abatido, nos contou que eles estavam indo para a rodoviária quando foram abordados por dois marginais que os ameaçaram com uma arma de fogo e levaram os seus pertences, inclusive os sapatos dele. Ele chorou ao contar a história e a sua esposa chegou até a falar que não viria mais a Juazeiro, pois, ela nunca tinha sido assaltada na sua cidade e depois de 70 anos teve que passar por esta situação.

Perguntei ao Senhor o que ele iria fazer e ele me respondeu que tinha ido para a delegacia para ver se conseguia um “papel” para mostrar ao cobrador do ônibus que os levariam para casa, pois, não tinha dinheiro suficiente para comprar as duas passagens que custariam cerca de 70 reais. Me falou ainda que já tinha 2 reais que um jovem, que já estava na delegacia sendo apresentado por furto, havia lhe dado.

Ao ouvir toda a história, um dos policiais que estava na guarnição comigo deu ao Senhor o valor referente a uma passagem, eu contribuir com uma parte e outras pessoas também ajudaram; desta forma, eles conseguiram o valor total que precisavam para voltar para casa.

Eu não lembro de ter visto em outra pessoa aquela felicidade que vi nos olhos daquelas dois idosos nesta noite, apenas pela possibilidade de retornarem para a sua residência.

Logo depois, se deslocaram para a rodoviária sem perder tempo. Nós, assim que fomos liberados na Delegacia, também fomos até o terminal rodoviário para nos certificarmos que estavam bem e seguros; pagamos um lanche para os dois, pois, era noite ainda e só haveria ônibus para a cidade deles às 07h00.

Nos despedimos e torcemos para que eles tivessem um excelente retorno para o seu lar.

Esta foi uma noite para nunca esquecer!!

Se você ainda não viu a nossa ultima postagem CLIQUE AQUI. Curta também a nossa página no FACEBOOK – QSP e também no Instagram.

Comments

  1. By Karlos Nascimento

    Responder

  2. By Matheus Bernardes da Silva Santos

    Responder

    • By Jordão Vieira

      Responder

      • By Matheus Bernardes da Silva Santos

        Responder

        • By Jordão Vieira

          Responder

Responder a Jordão Vieira Cancelar resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *