Author Archive

Intervenção

A intervenção necessária Essa semana um assunto deu o que falar: a intervenção. Colegas, amigos, parentes, pessoas próximas, muitos pediram para que eu me manifestasse sobre o assunto. É algo delicado, mas vamos lá. 1 – O ideal é que os entes estivessem em harmonia, se completando, buscando um bem comum. Intervir sempre é uma

Um bico de polícia

Polícia: um bico perigoso – Qual sua profissão? – Marido. Vez ou outra eu faço um bico de polícia também, tiro umas escalas e tal, mas depois que minha sogra me deu um Corolla pra casar com a filha dela, eu to vivendo mais é de marido mesmo. Pior que essa história aí é verdade,

A tela do terraço

Bendita tela Se quer algo bem feito, faça você mesmo. Com essa frase de efeito eu tentei convencer minha esposa para que eu não fizesse alguns afazeres domésticos. Bem, não adiantou. Na última, coronel Dona Maria (vamos assim chamá-la para preservar sua identidade), ordenou-me que colocasse uma tela no terraço pois os pardais estavam entrando

Divagações de uma criança

Brincadeira de criança Uma das brincadeiras que mais gostava quando pequeno, era descer de canoa nos morros da casa da minha avó. Na verdade, esse era o nome que nós “batizamos” a brincadeira, mas não sei ao certo o nome do “negócio” que a Palmeira produz e que nós entramos e descemos o morro escorregando.

Brasil: cultura inútil

Brasil Independente Mesmo tendo conseguido sua “independência” em 1822, o Brasil se via pressionado por diversas forças externas. Não se sabe ao certo se por movimentos humanistas inspirados pelo iluminismo ou por escusos e financeiros outros, a Inglaterra coage os tupiniquins a acabar com o tráfico de negros. Em 1831 a Lei Feijó o faz,

Poço sem fundo: Timão e Pumba

O Brasil e o seu poço Seria difícil falar de segurança de um desenho que a história se passa numa floresta e a interação são os bichos. Porém, tem um episódio interessante. Os personagens principais se deparam com uma  cisterna onde está escrito “poço sem fundo”. Ninguém acredita no que está escrito. Não me lembro

Quem não tem cão não caça e vira caça

O jogo da caça sem cão “Cuim”, ”calçacainu” e ”encardido” são os três gatos do meu pai. Proibidos de “entrar dentro de casa” (pleonasmo), fico assistindo os felinos desfilando pelo terreiro enquanto eu estou na caixa do nada. A caixa do nada é a incrível capacidade que nós homens temos de olhar para algo e

Os Simpsons da segurança

Simpsons, ovos e segurança: qual a relação? O questionável e polêmico desenho dos Simpsons é considerado por muitos um ícone na sátira e deboche das sociedades, em especial a americana. Já teve espaço para umas boas zueiras com os brasileiros também. Para outros, é um desenho de mau gosto e péssimo exemplo para crianças. Não

A caverna do dragão

Quem nunca se viu na caverna do dragão? Vou dar continuidade a um projeto de 04 textos comparando algum desenho a segurança pública. O primeiro já publicamos faz tempo. Se você não viu, clique AQUI. Hoje falaremos do controverso e famoso desenho: A caverna do dragão. Percebi nas minhas viagens imaginárias que polícia e o

Construir o sistema do teto para a base

Monte o sistema de ponta-cabeça Certo dia desses lá estava eu sentado no gabinete de um deputado federal. Tentava junto a Excelência uma verba parlamentar dirigida a Unidade que trabalho. Quem vê viaturas rodando nas ruas para prover sua segurança não sabe o quanto os gestores tem que envidar esforços para manter esse sistema rodando

Minha história + história

Mãe, festas, segurança pública e minhas histórias Quando eu era pequeno, no lugarejo que nasci, a comunidade tinha uma cultura bem peculiar: nos aniversários serviam sempre cachorro-quente. Pra beber, depende: a classe A servia o refrigerante de Cola mais vendido no mundo (não vou dizer que é Coca-Cola pois não estou ganhando patrocínio). A classe

Lilita: cão de guarda

Você conhece alguma Lilita ou Lilito? Eu cresci sendo ensinado que o cachorro tem uma função social: é guardador da casa e deve dar “sinal” ao ver um estranho. Quando casei ganhei várias coisas. Veio no kit esposa. Tem sogra, cunhada e uma cachorra (cadela). Só que este querido animal não cumpre sua função social.

Casar, amar e falar coisas inúteis

Vai casar, prepare-se para administrar Passava das onze da noite. Minha esposa estava a zapear qualquer coisa enquanto eu lia um livro, ambos deitados na cama. De repente, ela indaga: – Amor, já imaginou se os protéticos entrassem de greve? Pergunta já provocando. – Pro, Pro, Pro … o quê? Respondi num tom meio irônico e

Rato da geladeira

O rato astuto Eu e minha esposa temos um casamento excelente. Desde o começo, com muito diálogo, tudo foi devidamente conversado e acertado. Porém, um dia minha esposa violou o acordo. Era a cláusula mais importante do casamento depois da fidelidade e do amor. “Não esconderás comida na geladeira”. Havia um porque, meu passado justificava

Trakinas é mais fresquinho e vende mais ou porque vende mais é mais fresquinho?

Sociedade trakinas Contava uma parente da minha esposa, porque cunhado num é parente de ninguém, salvo do seu cônjuge, que a amiga dela estava reclamando do tráfico de drogas no bairro. Tinha medo que algum dia, por desentendimentos comerciais previstos no Código de Defesa do Consumidor (Se quiser entender melhor, clique AQUI) a situação levasse